Loading...

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Pensando alto


Coloquei isso no face e resolvi colocar aqui também.


Amigas forever... pagar mico juntas, crescer/ amadurecer, corrigir erros, dar conselhos, puxar orelha muitas vezes e em outros momentos, tão somente ouvir ( e nem tentar entender - o outro às vezes só precisa desabafar), outra vezes desabar, compartilhar medos , angústias e muitas e muitas vezes voltar a ser criança, rir de algumas bobagens, simplesmente fazer bobagens, ser séria e ser mulher também. Ufa somos assim, acho, normais. Friends.


Que nossa amizade possa se fortalecer mais e mais com o passar dos dias e anos. E que as histórias, possamos guardar no baú de preciosidades que carregamos dentro do coração e resgatá-las quando necessário for.

Hoje não é dia do amigo, mas vendo um post da Lara, não pude deixar de lembrar disso. =)








Vezes x Vezes X vezes






                                                               *******



Quanta bobagem
Tudo o que se falou
Me olho no espelho
E já nem sei mais quem sou

Quanto talento
Pra discutir em vão
Será tão frágil
Nossa ligação?

Não tem que ser assim
Tanto desencontro, mágoa e dor
Pra que que a gente tem que
Se arriscar

Então volta pra mim
Deixa o tempo curar
Esse estranho jeito de amar

Falsas promessas
Erros tão banais
Mas ninguém cede
Nem pensa em voltar atrás

Não tem que ser assim
Tanto desencontro, mágoa e dor
Pra que que a gente tem que
Se arriscar

Então volta pra mim
Deixa o tempo curar
Esse estranho jeito de amar

Esquece esse jogo
Não há vencedor
O mesmo roteiro
De sempre cansou

Vou te amando
E me frustrando
E sobrevivendo
Por um fio

Mas tô aqui
Sem desistir
Volta pra mim

Não tem que ser assim
Tanto desencontro, mágoa e dor
Pra que que a gente tem que
Se arriscar

Então volta pra mim
Deixa o tempo curar
Esse estranho jeito de amar



                                                                    ****


Ela vive o seu tempo, mas em meio a esse tempo ele aparece nos pensamentos dela

Ela foge, ela evita, mas sempre que ela tenta pensar em algo bom ele aparece novamente. É sem querer...

Ela por vezes fica imaginando como ele deve estar, ela sabe que bem.

Ela não entende muitas coisas, mas no fim não quer mesmo entender...

Tentar entender, procurar pensar, lembrar , dar asas a isso tudo é iludir-se no final e de ilusões ela já cansou, sonha tão somente com algo que possa ser real. 

As vezes o olhar é burro e tende a confundir as coisas ou tão somente só olha para quem não está aí.

Ele nem deve lembrar dela lá. Mas porque lembraria afinal, não é?


E quando certas lembranças e pensamentos vem, ela tenta tão somente tentar expulsar

Ela tem o dom também de expulsar as pessoas da sua vida... nossa, dessa parte ela bem lembra, difícil é querer remendar depois, mas ela faz isso para tentar não se machucar, afinal, confundir é com ela mesma x) .

Ela só quer seguir, dar passos, estar aberta a novas possibilidades  e tem procurado se preparar para isso... com calma e no compasso do tempo.

As portas abertas ela deixa, o novo que quiser entrar ela vai abraçar.

Ela só quer alguém que também queira estar com ela, que queira saber como ela está, que queira saber o que ela pensa, que queira conversar, que queira estar perto e não longe, ela gosta de presença, afinal quem não gosta? Ela só quer o que todos querem... ela só quer alguém que queira e sinta as mesmas coisas.


Tem coisa que ela não pode modificar e também não pode evitar de sentir, mas ela tenta não alimentar.


Mais um daqueles sentimentos que você tem que colocar em algum lugar...  que você não consegue falar ( partilhar dessa forma com alguém),mas que precisa tirar o peso que ele traz.


Pronto falei... escrevi. rsrss



" Ela no sul, ele no norte ... "



******

Pensando alto: Há um tempo venho lembrando da Cris por muitos e muitos motivos...

mas um deles é com relação ao meu blog, certa vez vi uma depoimento acho que foi no programa do Dunga e acho que foi a Eliana Sá... alguém falando de um caderninho que eles escrevem no tempo do discipulado, do discernimento ( sei lá) deles, algo assim e mostram depois p/ o alguém. Lembrei na hora da Cris e pude entender o que ela queria dizer com a historia do caderninho que ela tanto me falava. Esse caderninho , tal como um diário, no futuro elas mostram para o namorado e isso ajuda no relacionamento deles, ajuda a um conhece rum pouco mais do outro, ajuda a conhecer alguns dos pensamentos/sentimentos do outro, ajuda  entender algumas reações, jeito de ser... daí lembrei do meu blog também, ele não deixa de ser a mesma coisa... é como um livro p/ mim. Acho que no fim gostaria sim de poder compartilhar esse espaço com alguém (o alguém). Aqui tem muito do que a Lucy é ( e muita coisa não tá aqui também) , muitas inquietações, sentimentos, medos, segredos, verdades , chateações, um pouquinho de tudo.


"E eu vou tratá-lo bem para que ele não tenha medo, quando começar a conhecer os meus segredos..." Frejat


******





Tenho mais coisas a escrever, mas por hoje chega. Cansada!







Nenhum comentário:

Postar um comentário