Loading...

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Relicário

David Quilan - Abraça-me



O teu mistério - Shalom



André Valadão e Ludimila Ferber -



Como falar sobre isso?

Não sei ...

Mas preciso colocar isso aqui para que certos sentimentos não se percam dentro de mim e eu possa lembrar deles  em algum outro momento se eu por aqui passar.

Há umas semanas venho sentindo umas coisinhas, não as senti hoje, mas lembrei disso agora e resolvi guardar nas páginas deste blog tal qual algo que se escreve nas páginas de um pequeno diário. Então, há umas semanas tenho pensado  ( de leve em música ... cantar). Às vezes penso que gosto de cantar e gosto mesmo, mas não que acredite que eu cante muitooo ou muitoo bem. Fato é que gosto de cantar, mas por vezes ( tempos e tempos) parece que me esqueço disso e fica meio que enterrado. Quando eu me lembro desse detalhe, isso se dá, parece, quando já  estou no limite do limite e preciso colocar para fora, seja o que for, então vou lá ligo meu rádio e me ponho a cantar seja o que for, mas na maioria das vezes são os louvores que tanto gosto e fica assim eu e o som, o som e eu, sensação maravilhooosaaa e claro quando são os  louvores aproveito para fazer daquele louvor minha oração, seja por mim ou por quem quer que seja. Para mim música é oração, pelo menos tem sido dessa forma.
Vejo que sempre que faço isso um grande bem me faz, mas sempre vem aquela sensação também de poder cantar mais, mais e mais alto e aquela sensação de incapacidade, de que tá feio  e de que ninguém pode me ouvir... vem aquela sensação de como eu gostaria muitooooo de ter uma quarto acústico sabe... bem forrado igual aos estúdios, onde ninguém mais será capaz de nos ouvir, com microfones, som nas alturas ( é assim que gosto de ouvir).

Em algum outro momento vem uma vontade fazer uma aula de canto... tocar violão ... mas são desejos que vem bem espaçados mesmo, que ocorre uma vez aqui e outra lá longe, sabe?

Em outros já passou que eu poderia até ajudar em alguma missa... eu poderia fazer isso, preciso..mas aí vem aquela sensação de incapacidade. " Minha voz é horrível........" rsrss, é, prq quem canta para mim são beyonce, katy perry ( rsrss), o povo do Glee, Glee project  taylor swift, Adele e etc.E diga-se de passagem que vozes, socorro. Eles simmmmm. Olha a minha comparação ¬¬ .

kkkkkk

Aí todos esses sentimentos adormecem, passa mais o tempo e algumas coisinhas voltam, resolvi ir a missa na igreja aqui perto de casa (  que quase nunca vou - conta-se no dedos as vezes que pisei na igrejinha daquei do bairro) e vejo ministério que são só mulheres, acho que umas 3, a vem aquele desejinho tímido sabe...mas aí elas começam a cantar e nossaaaaaaa arrasaram, pensem em vozes lindas , afinadas e etc , aí prontoooo , mais uma vez... " nem pensarrrrrrrr", "elas cantam muitoooooooooo" . "Eu não sirvo para cantar!"

Tenho que me contentar em cantar eu  e eu lá na minha sala mesmo e só. rsrsrsrs

Mas aí em outro momento assistindo a canção nova, vem algo do tipo ( não lembro bem das palavras) "volte, coloque seus dons a serviço ... aquilo que Deus te deu... " ( e outras coisas mais).
Ao mesmo tempo que vem tudo isso, vem todo aquele sentimento de incapacidade junto... ( os meu pensamentos são uma benção...sabe...)

Quando isso aconteceu, fazia tempo que eu não cantava ( em casa mesmo... ouvindo qualquer música, aqueeles meus momentos de refúgio) e uns dias depois resolvo silenciar tudo em volta e ligar meu som e colocar algumas da musiquinhas que mais gosto de ouvir, aproveitei para ouvir algumas antiguinhas também. E foi mais uma vez um momento muito bom... foi bom também ver que consigo cantar algumas musiquinhas...aquelas q tanto gosto.

Passaram uns dias e resolvi ir ao show do DDD na ponta negra, no fim fui surpreendida por convite que na hora só me veio a confirmar alguns dos sentimentos que eu já vinha sentindo... de voltar a cantar e tals, sei lá de simplesmente só fazer alguma coisa, pois afinal, Deus me dá tanto e eu não poderia fazer uma coisinha que fosse para ele?

Mas como sempre ... eu  sou a complicada da história. Complicadooooooo.

Dífícil... ninguém entenderia. Muitaaaa coisa acontece =/

Não é simples assim.

Depois passaram-se os dias e  eu voltei a pensar, isso não é para mim ... até gosto...mas não é para mim.

Sabe aquela história do gostar de cantar não significa que vc cante.

E me coloquei lá embaixo.

Daí veio nosso terço em família e que foi na casa da minha prima e os meninos do Faic foram. Fiquei muito feliz, pois levaram o violão e rolou a maior cantoria, adorei. Adoro uma rodinha de violão e uma cantoria descompromissada, me segurei para não cantar... ( aquela coisa do não quero me intrometer onde não sou chamada) .

Durante o terço tocaram aquela música da Toca  de Assis "dá-me tua graça" , fiquei tão feliz porque gosto dela e consigo cantá-la, e para minha surpresa eles tocaram tal qual o cd e eu consegui acompanhar do início ao fim. o tom do cd dá para mim. =)



Fico muitooo contente quando uma música se encaixa no meu ton..... consigo cantar sem medo de ser feliz =).

Nesse momento eu me lembrei de que posso cantar sim.... desde que seja no meu tom, tá tudo certo. Não fica 100% , dá para fazer isso amadoramente, ou só por hobbie ,lazer...descontração, quem sabe até em alguma missa não tão badalada, onde realmente precisem de alguém que ajude.

Não dá para ser uma beyonce rsrsrss, alcançar tons e fazer certas firulas como o povo do glee e cia  kkkk ... esses são de outro mundoooo...

As vezes me pego  ouvindo algumas músicas,  cantores e pensando caracas... Deus é mesmo maravilhoso hein, que vozes lindíssimas... algo que só pode vir de Deus mesmo.

Acho simplesmente #lindo.



                                *********

Essas são outras que consigo cantar e gosto















Nenhum comentário:

Postar um comentário