Loading...

domingo, 9 de setembro de 2012

Devemos ser alunos e não doutores


“Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser. Que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver”


Hoje me deparei com essa citação e acredito que as coisas caminham bem por essa linha mesmo. Chega de tentarmos ser doutores e donos de toda verdade, chegou o momento em precisamos simplesmente viver, sentir as coisas, as pessoas sem pré julgamentos, viver, se colocar no lugar dela e tentar ver com os olhos dela, não seria tudo isso simplesmente amar? Bem mais fácil do que se colocar distante e simplesmente julgar ... viver, beber do outro isso sim é bem mais complicado.

Tem coisas que são o que são e só precisamos entender sua história para entendermos seu presente ... mas não importa se será aceito ou não, acho que o que deve importar é a tentativa da compreensão. A falta dessse tentar conpreender e tolerar, amar é que nos tem fito levar tudo a ferro e fogo, a olhos por olhos e dentes por dentes ... que nos faz matar como se a coisa mais natural fosse, mais ainda que matar, nos faz EXTERMINAR  seres humanos, relações, vidas... 


Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu.

Isso também é mais que real . Não é necessário comentar nada, pois toda citação por si só já diz o precisa ser dito.

Viajar nos proporciona isso, além de conhecer ,culturas, pessoas, jeitos, trejeitos, os porquês de algumas coisas e atidudes , leva-nos mais ainda a nos conhecermos , a nos encontrarmos, leva-nos a descobrir o que é importante realmente, quem é você, quem te faz falta, o que você é , o que vc não é, e onde você quer estar, qual é seu lugar, sobretudo quando se passa muito tempo longe daquilo que você tem como referência de lar, de segurança, quando passa por exemplo , por um intercâmbio.

Tenho certeza de que pouco sei sobre o assunto, mas de algum modo eu entendo o que se passa.


bye. =**


Nenhum comentário:

Postar um comentário